Bem-vindo!

Blog Damásio

Compartilhar

Concurso TRF 3: comissão para juiz formada

O concurso TRF 3 SP MS (Tribunal Regional Federal da 3ª Região), com abrangência nos estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul, para juiz federal substituto ainda está em pauta. Ao longo do tempo, está sendo divulgado, nas redes sociais, uma publicação com nomes dos membros que farão parte da comissão organizadora. 

Ainda que a relação não tenha sido confirmada pelo órgão, é um bom indício de que os preparativos internos estão sendo mantidos. Mas, apenas após uma confirmação e escolha da eventual banca organizadora poderá ser anunciada alguma previsão de quando o edital poderá ser efetivamente publicado.

Para concorrer ao cargo é necessário possuir formação de nível superior em direito, com pelo menos três anos de atividade jurídica. No último concurso, ocorrido em 2018, a remuneração inicial era de R$ 27.500,17. O total de vagas para a nova seleção ainda deverá ser confirmada

De acordo com a informação extra-oficial, a comissão será presidida pelo desembargador federal Paulo Fontes e contará com mais dois membros efetivos: o desembargador federa Wilson Zauhy e a juíza federal Audrey Gasparini, tendo como suplentes os desembargadores federais David Diniz Dantas e Ines Virgínia Prado Soares, bem como a juíza federal Gisele Bueno da Cruz de Lima.

Representando as universidades, o grupo conta com o professor André Ramos Tavares, tendo como suplente Paulo Henrique dos Santos Lucon.

Por fim, pela Ordem dos Advogados do Brasil, Helena Regina Lobo da Costa, tendo como suplente João Dácio de Souza Pereira Rolim.   

Último concurso TRF 3 SP MS

concurso TRF 3 SP MS de 2018 contou com uma oferta inicial de 107 vagas. A primeira fase foi composta de 100 questões objetivas, distribuídas por três blocos. O primeiro, com 35 questões, versou sobre direito constitucional, direito previdenciário, direito penal, direito processual penal e direito econômico e de proteção ao consumidor. No segundo, também com 35, temas de direito civil, direito processual civil, direito empresarial e direito financeiro e tributário. Por fim, na terceira, com 30, direito administrativo, direito ambiental e direito internacional público e privado.

Na segunda etapa, os interessados foram submetidos a duas provas escritas. Na terceira, sindicância de vida pregressa e investigação social, exame de sanidade física e mental e exame psicotécnico. Na quarta fase, prova oral e, na última, análise de títulos.

Gostou do conteúdo? Ficou interessado em algum concurso para 2020? Então fique de olho na abertura dos editais para concurso público  e continue acompanhando nossas notícias para se manter informado.

Gostaria de saber mais sobre nossos cursos?

Li e Aceito a Política de Privacidade