Bem-vindo!

Blog Damásio

Compartilhar

O Que Faz Um Analista Judiciário?

Você sabe o que faz um Analista Judiciário? Esse cargo é tão popular e importante quanto o de escrevente, afinal, é comum nos Tribunais de Justiça ou Tribunais Federais. Quem almeja essa função pode atuar em diversas áreas. Vamos conhecer as possibilidades para o trabalhador e o que de fato faz esse cargo tão cobiçado? 

Entenda o que faz um Analista Judiciário

Quem deseja se tornar um Analista Judiciário sabe que é possível atuar em diversas áreas — como administrativa, jurídica ou até apoio especializado. De modo geral, esse profissional acompanha processos, elabora notificações judiciais, negocia e analisa contratos, elabora cartas, analisa previsões de riscos, entre outras funções. 

Entre as áreas de atuação mais concorridas estão a administrativa e a jurídica, conheça um pouco sobre cada uma.

Analista Judiciário — Área Administrativa

Quem optar por exercer nessa área, sabe que é necessária a formação em qualquer curso de nível superior. Mas, afinal, o que faz um Analista Judiciário Administrativo? As atribuições ao cargo envolvem áreas-meio dos tribunais:

  • atendimento ao público;
  • recursos humanos;
  • contabilidade;
  • finanças.

As possibilidades de atuação são imensas e variam de acordo com o organograma do órgão responsável. 

Analista Judiciário — Área Jurídica

Já para quem opta pela área jurídica, a exigência é uma formação completa no curso superior de Direito, pois irá trabalhar diretamente com o juiz, podendo exercer funções de:

  • coordenação;
  • supervisão técnica;
  • atividades de planejamento e organização;
  • elaboração de certidões;
  • redação de documentos.

Trabalham em gabinetes de ministros, desembargadores e juízes. Nos tribunais de primeira instância podem ser alocados em Varas específicas, sendo necessário estudos constantes, afinal, irão ter contato com todas as partes de um tribunal. 

O que preciso fazer para conquistar o cargo?

A dica mais importante para conquistar o cargo é se preparar com antecedência. Afinal, com uma preparação curta para uma função tão concorrida, pode surgir o medo de nada dar certo. Não comece a estudar dias depois que o edital foi publicado. Um aluno bem preparado e com um vasto conteúdo em mente tem mais chances de passar. 

Outra dica é sempre manter o foco, pois ele é o ponto fundamental na estratégia rumo à aprovação.

 

Para te ajudar na preparação do concurso, que tal o auxílio de cursos preparatórios? No Damásio Educacional você encontra um vasto catálogo de opções para a carreira jurídica

Gostaria de saber mais sobre nossos cursos?

Li e Aceito a Política de Privacidade