Bem-vindo!

Blog Damásio

Compartilhar

Concurso TJDFT: tribunal estuda novo edital

O presidente do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios, Romão Cícero de Oliveira, requisitou às unidades competentes pela elaboração de certames que fosse verificado o quantitativo de cargos vagos no quadro de pessoal. Portanto, dentro das próximas semanas poderemos ter mais novidades do concurso TJDFT.

De acordo com a assessoria de comunicação do tribunal, “atualmente não há orçamento disponível para realização de concurso público que vise o provimento de tais cargos neste órgão”. Isto é, não existe uma previsão exata para um novo certame. Ainda que o tribunal tenha um déficit de 306 servidores.

O último concurso TJDFT ocorreu em 2015 e teve sua validade findada em abril do ano passado. Como não há a possibilidade de convocação de remanescentes, a única maneira de repor a o déficit de servidores é através de uma nova seleção.

Do total de chances que precisam ser preenchidas atualmente, 163 destinam-se à carreira de técnico e 143 para analista. Enquanto a primeira função exige ensino médio e/ou curso técnico, a outra aceita profissionais com formação superior completa.

Desde janeiro de 2019, o salário do analista passou a R$ 12.455,30 por mês, contando com a gratificação por atividade judiciária. Já o técnico começou a receber R$ 7.591,39, também incluindo o acréscimo.

Veja como foi o último concurso TJDFT

O concurso público contemplou 80 vagas imediatas, além de cadastro reserva. Das ofertas disponibilizadas, 13 foram reservadas às pessoas negras ou portadoras de deficiência.

Profissionais graduados estavam aptos à carreira de analista judiciário nas seguintes áreas: apoio especializado – análise de sistemas (1); apoio especializado – biblioteconomia (1); apoio especializado – psicologia (1); apoio especializado – suporte em tecnologia da informação (1); apoio especializado – medicina/clínica médica (1); apoio especializado – medicina/ginecologia-obstetrícia (1); apoio especializado – medicina/neurologia (1); apoio especializado – medicina/pediatria (1); apoio especializado – medicina/psiquiatria (1); apoio especializado – odontologia/dentística (1); judiciária (31); e judiciária – oficial de justiça avaliador federal (2). 

Candidatos com o nível médio puderam concorrer a técnico judiciário na área administrativa (35). Ensino médio e curso na área respectiva permitiram a inscrição ao posto de técnico judiciário nas áreas de apoio especializado – enfermagem (1) e apoio especializado – programação de sistemas (1). 

Sob organização do Cespe/UnB, o concurso do TJDFT teve como triagem uma prova objetiva com 120 questões. Ainda houve uma avaliação discursiva para os participantes.

Gostou do conteúdo? Ficou interessado em algum concurso para 2019? Então fique de olho na abertura dos editais para concurso público  e continue acompanhando nossas notícias para se manter informado.

Aproveite e veja os cursos preparatórios para concurso TJDFT do Damásio Educacional!

Conheça nossos cursos

Gostaria de saber mais sobre nossos cursos?

Li e concordo com a política de privacidade, bem como com o tratamento dos meus dados para a finalidade prevista neste formulário. Ao continuar, você aceita que a DAMÁSIO e demais instituições de ensino do mesmo Grupo Econômico entrem em contato.