Bem-vindo!

Blog Damásio

Compartilhar

Concurso PM PA: gerente definido para seleção de 7 mil vagas

O novo concurso PM PA (Polícia Militar do Estado do Pará) pode ocorrer ainda neste segundo semestre. Pois, nesta quarta-feira (18), o comandante geral da PM do Pará, o coronel José Dilson Melo de Souza Júnior, nomeou o coronel Renato Dumont como gerente de projetos, cargo responsável pelo processo seletivo da PM. A partir de agora, o gerente de projetos tem sete dias para enviar proposta da equipe de projeto, na qual cada escolhido deve fazer parte ao setor técnico responsável para executar determinada atividade.

Além disso, a portaria determina um prazo de 30 dias para envio do projeto, contendo cronograma, com atividades previstas, prazos e orçamentos.

O processo seletivo deverá contar com uma oferta de 7 mil vagas, segundo declaração do governador Helder Barbalho (MDB), em abril. Informações preliminares indicam que a seleção será para as carreiras de praça, oficiais, praça auxiliar de saúde, praça música e oficiais de saúde. As oportunidades deverão englobar opções para quem possui níveis médio e superior, com remunerações iniciais que devem variar de R$ 2.936,80 a R$ 5.781,31. A banca organizadora da seleção ainda não foi definida, o que deve ocorrer em breve.

A confirmação da oferta de vagas do concurso PM PA ocorreu durante cerimônia em homenagem a Tiradentes, no Comando Geral da PM, quando também marcou a promoção de 569 agentes.  De acordo com o governador, a seleção deverá ter início no segundo semestre, com preenchimento das vagas de acordo com as necessidades da administração pública. “Se fizermos uma comparação dos primeiros 21 dias de abril de 2019 com o mesmo período de abril de 2018, podemos constatar que houve redução de 40% no número de homicídios no Estado”, disse o governador.

Veja como foi o último concurso PM PA

O último concurso PM PA para a corporação ocorreu em 2016, quando foram oferecidas 2.194 vagas, sendo 2.000 para soldados, 160 para oficiais militares, 26 para oficiais da saúde e oito para quadros complementares. A banca organizadora, na ocasião, foi a Fundação de Amparo e Desenvolvimento de Pesquisa (Fadesp).

No caso de praças, a parte objetiva contou com 70 questões, sendo dez de língua portuguesa, seis de matemática, oito de atualidades, dez de noções de direito, dez de legislação institucional, oito de história e oito de geografia. Além da prova objetiva, a seleção contou com testes de avaliação física, avaliação psicológica e investigação de antecedentes pessoais.

Gostou do conteúdo? Ficou interessado em algum concurso para 2019? Então fique de olho na abertura dos editais e continue acompanhando nossas notícias para se manter informado. 

Gostaria de saber mais sobre nossos cursos?

Li e concordo com a política de privacidade, bem como com o tratamento dos meus dados para a finalidade prevista neste formulário. Ao continuar, você aceita que a DAMÁSIO e demais instituições de ensino do mesmo Grupo Econômico entrem em contato.