Bem-vindo!

Blog Damásio

Compartilhar

Concurso Assembleia RN: diretor afirma que edital sai ainda em 2019

Segundo o diretor geral da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, Augusto Viveiros, o edital do concurso Assembleia RN deve ser publicado entre os meses de novembro e dezembro. Além disso, ele destacou sobre a necessidade de suprir a falta servidores no quadro da casa. Ainda de acordo com o diretor, a seleção para 135 vagas para cargos que exigem o ensino médio e superior para as funções de técnicos, analistas e polícia legislativa.

O concurso Assembleia RN para policial legislativo foi anunciado em julho de 2015, com o objetivo de permitir que 44 policiais militares que atuam na Assembleia possam voltar ao patrulhamento ostensivo. Para isto, em 26 de agosto do mesmo ano foi aprovado o projeto de resolução da mesa diretora que dispões sobre a criação da Coordenadoria da Polícia Legislativa.

As atribuições serão relacionadas com a prevenção de incidentes no Palácio José Augusto e demais setores da Assembleia, além de parlamentares, funcionários e da população que estiver nas dependências da casa.

Ao todo foram criadas 30 vagas para a carreira, que contará com exigência de curso de nível superior.

Mesmo antes da realização do certame, a Assembleia já diminuiu de 44 para 26 o número de policiais, contratando serviços de segurança privada, enquanto o concurso não é realizado.

A seleção é aguardada desde 2015, quando anunciada a intenção de realizar um primeiro concurso público justamente para a carreira de policial legislativo. Existe a necessidade de preencher aproximadamente 100 postos para as funções de técnicos e analistas judiciários, além de 10 postos para a carreira de consultor legislativo,  de nível superior, que já conta com autorização.

Veja como foi o último concurso Assembleia RN

O último concurso Assembleia RN ocorreu em 2013. Na ocasião, a oferta foi de 85 vagas, destinadas aos cargos de técnico legislativo,  de ensino médio,  analista legislativo e assessor técnico de controle interno, ambos com necessidade de nível superior.  A banca organizadora, na ocasião, foi a Fundação Carlos Chagas.

A prova objetiva contou com 60 questões, incluindo temas de língua portuguesa, matemática, raciocínio lógico, história do Rio Grande do Sul, constituição do estado, legislação da Assembleia e conhecimentos específicos. 

Gostou do conteúdo? Ficou interessado em algum concurso para 2019? Então fique de olho na abertura dos editais para concurso público  e continue acompanhando nossas notícias para se manter informado.

Gostaria de saber mais sobre nossos cursos?

Li e concordo com a política de privacidade, bem como com o tratamento dos meus dados para a finalidade prevista neste formulário. Ao continuar, você aceita que a DAMÁSIO e demais instituições de ensino do mesmo Grupo Econômico entrem em contato.